BATYA ERSTEIN

Ceramics by Batya

Batya trabalha com argila há mais de 18 anos.
Ela é mãe de cinco filhos que vive e administra seu ateliê na comunidade de Itamar, Samaria. Ela ministra oficinas para todas as idades, bem como grupos com necessidades especiais. Ela também abriu uma galeria com seus produtos em Itamar.
Cerâmica feita com amor: a história de Batya Erdstein
by Aryeh Tavor | 2018-01-03 01:00:36
Batya e Baruch Erdstein, com seus seis filhos, moram em Itamar, uma comunidade localizada entre os montes samaritanos. Batya é originalmente de San Diego, Califórnia. Ela é uma pessoa muito agradável, descontraída e espiritual. Batya produziu alguns dos produtos de cerâmica enviados nos Pacotes Surpresa Mensais da Lev Haolam. Fomos a Itamar entrevistar Batya e ouvir sobre sua viagem para Israel.

Batya nos contou que ela e seu marido sempre estiveram interessados em viver na Judeia e Samaria. "Quando nos casamos, morávamos em Bat Ayin [Judeia], mas depois nos mudamos para Tsfat e depois nos mudamos novamente para Samaria... É um dos lugares mais bonitos de Israel", conta-nos Batya.
Batya continuou a nos contar sobre o que trouxe ela e sua família a Samaria. "Eu poderia ter vivido minha vida em San Diego, Califórnia, trabalhando como enfermeira e ganhando muito mais dinheiro, mas acredito que estar aqui é nosso dever como judeus e estou disposto a colocar minha vida em risco por isso. E fazer parte do retorno do povo judeu de todos os quatro cantos do mundo e criar meus filhos aqui... e é um trabalho árduo, mas é lindo e estamos muito animados de estarmos aqui."

Batya também encontra inspiração para o trabalho dela ao seu redor. "O que cresce lá fora eu escolho e trago para o estúdio, pressiono no barro e tenho ideias e inspirações com tudo o que está crescendo ao meu redor", Batya nos contou.
A história da Samaria também é algo que a Batya gosta muito. "Às vezes, nós passeamos e encontramos fragmentos antigos de peças de cerâmica e isso realmente me centra e sei que o que estou fazendo aqui está me reconectando com os judeus que há milhares de anos moravam nesta área e que estavam trabalhando com um torno de cerâmica e com os mesmos meios simples, trabalhando com argila e desenvolvendo vasos bonitos e isso é muito especial."

Batya nem sempre trabalhou como ceramista. "Originalmente estudei obstetrícia e é interessante porque na Torá está escrito que o lugar onde uma mulher dá à luz é chamado ovnaim, que é na verdade a mesma palavra para um torno de cerâmica, portanto, os dois estão muito conectados", ela disse. Embora um dia seu sonho seja se tornar uma parteira em tempo integral, Batyah está feliz com o sucesso de seu trabalho com cerâmica até agora. "Eu amo isso", disse Batya. "Ele está se desenvolvendo mais e mais ao longo dos anos. E minhas coisas estão em algumas galerias e lojas em Israel e em todo o mundo. E é muito emocionante saber que estou fazendo coisas de argila e elas são daqui, de Israel... e estão indo para o mundo todo."

Batya está feliz por estar trabalhando com a Lev Haolam e disse: "Eu realmente sinto que estou fazendo algo importante agora que essas coisas estão saindo e isso [ajuda] a apoiar esta área. E as pessoas estão nos vendo como uma luz... e é importante que meus produtos sejam destinados a pessoas que os apreciem. Espero que você ame-os e pense em mim quando usá-los."